Se tudo mudou, MUDE TUDO!

A única constante na vida, e a mais difícil de enfrentar, é a mudança. Certamente você já ouviu uma frase semelhante a esta, certo? E provavelmente já se sentiu “perdido”, sem rumo e sem fé no amanhã devido à alguma mudança que ocorreu em sua vida. Mudanças que envolvem a morte de um ente querido, o fim de um relacionamento, a perda de um emprego, uma crise financeira são realmente bastante dolorosas. Mas será que as mudanças sempre são indícios de acontecimentos negativos?

Com a leitura do livro Se tudo mudou, mude tudo!, do Neale Donald Walsch, comecei a entender que existem formas de nos prepararmos para as mudanças da vida. E que podemos passar a encará-las como oportunidades, pois, como o próprio autor diz, a mudança não é uma perturbação, mas sim uma erupção. E são estas erupções que nos fazem evoluir e nos reinventar.

Por que temos tanto medo de mudanças?

Não é a mudança em si. Não é a perda de um emprego, o fim de um relacionamento ou qualquer outra situação que esteja acontecendo, é a nossa forma de pensar sobre isso. Criamos uma realidade em nossa mente sobre o que achamos que está acontecendo e isso se torna a nossa forma de enxergar a vida. É como se utilizássemos um óculos de realidade distorcida. Raramente tiramos este óculos, e isso nos torna eternos míopes da nossa própria vida.

Este óculos é moldado por meio das informações que recebemos no decorrer da vida. Nossa família, amigos, vizinhos, professores, colegas, religião, cultura… E, como se o óculos não fosse suficientemente maléfico para nós, nossa mente possui uma tendência de produzir pensamentos catastróficos, com o intuito de nos manter vivos. É o seu mecanismo de defesa para nos manter salvos de situações perigosas. A cada situação que ocorre, nossa mente aciona os acontecimentos anteriores, tentando encontrar alguma conexão com a situação atual. Por isso esse medo aterrorizante do desconhecido.

Já diria Nietzsche, “o inimigo mais perigoso que você poderá encontrar será sempre você mesmo”. Diferentes pessoas passam por situações similares e reagem de forma diferente, pois o óculos da realidade distorcida é diferente para cada um.

Mudanças radicais podem causar efeitos irreversíveis!

Certa vez um ilustrador de anúncios foi demitido por sua “falta de imaginação e boas ideias”. Além de perder o emprego, sua capacidade intelectual foi subestimada pelo seu ex gestor. Totalmente desanimador, certo? Porém, mesmo desempregado e sem o apoio dos pais para continuar no segmento artístico, decidiu se juntar ao seu irmão para criar sua própria empresa de animação.

Para poder iniciar neste ramo, fez um acordo com uma empresa para distribuir suas animações, entretanto, a empresa só pagaria pelo serviço 6 meses depois. Sem dinheiro nem para comer, ele precisou morar em seu escritório, comer comida de cachorro e tomar banho apenas uma vez por semana, em uma estação de trem. Dá para acreditar?

Como se isso tudo não fosse o suficiente, durante sua trajetória, teve seus personagens animados roubados, foi passado para trás por um sócio e inúmeras outras situações poderiam tê-lo feito desistir. Mas ele persistiu e hoje é mundialmente famoso por seus personagens animados, por ter construído o maior estúdio de animação de Hollywood e os parques temáticos da Disney.

Mais uma vez, é por meio da mudança que nos reinventamos!

Walt Disney acreditou, se reinventou e descobriu que era capaz de ser exatamente o que ele quisesse. E se ele tivesse desistido na primeira dificuldade que enfrentou? O que você faria se estivesse no lugar dele?

Change-Starts-With-You

Como estar preparado para as mudanças?

Nosso cérebro é como se fosse um cachorro bagunceiro que precisa ser adestrado. Para estar preparado para as mudanças, é preciso programá-lo para enxergar oportunidades de evolução em qualquer situação. Para isso, é imprescindível praticar o autoconhecimento, pois conhecer a si mesmo pode ajudá-lo a criar mudanças em sua vida, em vez de ter que enfrentá-las.

Em seu livro, Neale Donald Walsch cita algumas mudanças que podem mudar tudo. Vou resumir algumas delas:

1. Mude sua escolha de passar por tudo sozinho

Comprometa-se a procurar alguém e compartilhe com esta pessoa seus sentimentos sobre as mudanças que estão ocorrendo em sua vida. Pode ser um parente, um amigo, um terapeuta, um padre ou pastor, o importante é você se conectar com alguém, assim estará se conectando a si mesmo.

Isso permitirá que você saia de um diálogo interno e coloque-se em um diálogo externo. Em um diálogo externo, outra pessoa poderá lhe trazer uma energia nova e uma perspectiva diferente, poderá ver você exatamente como você é, sem os seus traumas e medos.

2. Mude sua escolha de emoções, pensamentos e verdades

Os seus pensamentos criam suas emoções. Se você mudar seus pensamentos, estará também mudando suas emoções a respeito dos acontecimentos de sua vida. Mude o que você acredita todos os dias, que você estará mudando o que acontece na sua vida.

Controle seus pensamentos e você estará controlando sua vida. Sempre tente ver a vida sob uma perspectiva positiva, uma mudança poderá abrir portas para coisas maravilhosas, basta você estar aberto para enxergar as oportunidades.

3. Mude suas ideias sobre a mudança em si

Você não é uma vítima de tudo isso, mas a causa da situação. Tudo o que chega na sua vida (quer seja bom ou mau), você mesmo atraiu para si. Quantas histórias você já ouviu de pessoas que ficaram arrasadas porque foram largadas no altar ou simplesmente porque terminaram um relacionamento e logo em seguida encontraram realmente seu grande amor? Quantas vezes você já ouviu falar que uma pessoa foi demitida, ficou na pior e logo em seguida virou um grande empreendedor de sucesso?

A vida é movimento e movimento é mudança, por isso, a questão não é se sua vida terá mudanças, mas que tipo de mudanças terá. Não é preciso ter medo, pois, toda a mudança é para melhor. Sabe por quê? Porque a vida só consegue se modificar em uma direção: a direção que a evolução requer, a direção que a expansão exige. A mudança é um anúncio da intenção da vida de seguir em frente. É o impulso fundamental da vida. Para cada porta que se fecha, há outra que se abre.

Mude sua perspectiva sobre a mudança. O que acontecerá com você, aquilo de que você tomará consciência, mudará tudo sobre a forma como enxerga a vida. Cada acontecimento será visto sob uma perspectiva mais ampla, cada momento será visto com amor e aceitação, cada erro será visto com compreensão e compaixão, cada conquista será vista com orgulho e alegria. Permita que a mudança transforme você em sua melhor versão, mas não esqueça que para isso é preciso colocar a melhoria em ação!

E você, como tem reagido às mudanças? Conte como foram suas experiências com mudanças nos comentários e siga o Melhoria em Ação nas redes sociais.

 

Links:

Livro: Se tudo mudou, mude tudo! – Neale Donald Walsch

Vídeo: Neale Donald Walsch: A emoção do Medo

8 histórias que provam: o sucesso vem com derrotas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s